quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

O Brasil explicado em "galinhas"...

 
Pegaram um cara em flagrante, roubando galinhas de um galinheiro e o levaram para a delegacia.

DELEGADO: Que vida mansa, hein, vagabundo? Roubando galinha para ter o que comer sem precisar trabalhar... VAI PRÁ CADEIA!

LADRÃO: Não era prá mim não; era prá vender...

- Pior. Venda de artigo roubado. Concorrência desleal com o comércio estabelecido. SEM-VERGONHA!

- Mas eu vendia mais caro!

- MAIS CARO???

- É que eu espalhei o boato que as galinhas do galinheiro eram bichadas e as minhas galinhas não. E que as do galinheiro botavam ovos brancos enquanto as minhas botavam ovos marrons...

- Mas eram as mesmas galinhas! Safado...

- Os ovos das minhas eu pintava!

- Que grande pilantra... - com certo RESPEITO no tom da voz do delegado... - Ainda bem que tu vai preso. AH SE O DONO DO GALINHEIRO TE PEGA...

- Mas ele já me pegou! Mas eu fiz um acerto com ele... me comprometi a não espalhar mais boato sobre as galinhas dele, e ele se comprometeu a aumentar os preços dos produtos para ficarem iguais aos meus. Convidamos outros donos de galinheiros a entrar em nosso esquema e formamos um "ovigopólio"...

- E o que você faz com o lucro do seu negócio?

- Especulo com dólar, insvisto alguma coisa no tráfico de drogas, comprei alguns deputados, dois ou três ministros... consegui exclusividade no suprimento de galinhas e ovos para o programa de alimentação do governo e superfaturo os preços...

Nisso, o delegado mandou pedir um cafezinho para o preso e perguntou se a cadeira estava confortável...

- Doutor, não me leve a mal, mas com tudo isso, o senhor não deveria já estar milionário???

- Pois eu já sou trilionário!!! Também, com tanta sonegação de imposto de renda e o capital que envio ilegalmente para fora do País...

- E, com tudo isso, o senhor continua roubando galinhas?

- Bem, sabe como é, né?

- Não sei não, vossa excelência. Por favor, explique!

- É que em todas essas minhas atividades, eu sinto falta de uma coisa. O risco, entende? Daquela sensação de perigo, de estar fazendo uma coisa proibida, da iminência do castigo. Só roubando galinhas eu me sinto realmente um ladrão, e isso é excitante! Como agora fui preso, finalmente vou para a cadeia. É UMA EXPERIÊNCIA NOVA!!!

- Que qué isso, excelência??? VOSSA SENHORIA NÃO VAI PARA A PRISÃO!!!

- Mas fui pego em flagrante pulando a cerca do galinheiro!!

- Sem dúvida. Mas nesse País, as leis o consideram como réu primário, e com todos esses antecedentes V.Sª já está em liberdade!!!

5 comentários:

  1. Itamar Sevla Arievat19 de fevereiro de 2010 08:28

    So quero fazer um comentario esse Senhor Adriano M. Santos, Ele se sentiu ofendido, acho que ele deve ser um dos, hora quem não sabe que nossas leis, e nossos conceitos e valores foram deturpados dessa forma como a do caso do ladrão de galinhas, PARABENS.

    ResponderExcluir
  2. É lamentável ter que admitir que as coisas funcionem dessa maneira, principalmente no nosso país. Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  3. HAHAHAHAHAHAH eu não sei onde você consegue essas histórias apesar de ser em parte a nossa realidade, eu só consigo rir!!

    ResponderExcluir
  4. João Dias
    Essa foi uma das melhores e mais reais que eu vi por aqui. Shuahsuahsuhausa

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente, uma historia que se vê, mas não se enxerga na vida real, pois somos omisso e individalista, quando ouver união e ordem... a frase da bandeira fara sentido...gostei,hehehe

    ResponderExcluir

Nesse exato momento seu comentário está sendo analisado, e caso NÃO possua palavrões será aprovado dentro de alguns minutos..

AGRADECIDO por postar seu comentário!! Você está contribuindo ainda mais para melhorar esse espaço que é de todos!! :-)

Grande abraço em Cristo!!

Anderson Rieper